Inst Accorsi

post1

O que é puerpério?

Durante a gestação o corpo da mulher passa por diversas mudanças para se adaptar e promover um crescimento saudável do bebê dentro do útero. Após o parto começa o período denominado puerpério. O puerpério é conhecido popularmente por quarentena ou resguardo. Novamente o corpo passa por mais mudanças, dessa vez para retornar ao que era antes da gestação. Para muitas mulheres é um período complicado, porque além de todas mudanças físicas e fisiológicas, o emocional também é afetado.  De uma maneira geral, a duração dele é de 42 dias após o parto e é dividido em fases:

  • Puerpério imediato: do imediato até o 10º dia após o parto
  • Puerpério tardio: do 11º até o 42º dia após o parto
  • Puerpério remoto: a partir do 43º dia após o parto

Durante o puerpério imediato, a mulher está aprendendo como amamentar e pode acontecer alguns sangramentos chamados de lóquio. Na fase tardia o sangramento diminui, o útero começa a retornar ao seu tamanho normal. No remoto a mulher pode voltar a menstruar, retornando ao período fértil. É durante o puerpério que a mulher pode desenvolver a depressão pós-parto e o baby blues, a diferença entre eles é o tempo de duração. Enquanto o baby blues pode durar cerca de 15 dias (uma tristeza ao se deparar com as dificuldades), a depressão pós-parto tem tempo indefinido e é mais profunda. Por isso, é essencial o acompanhamento psicológico para não agravar o quadro no segundo caso.

            O acompanhamento médico é muito importante nessa fase pós-parto para garantir a saúde da mulher e do bebê. Atividade física leve, alimentação equilibrada, amamentação, ajudam o corpo e o psicológico, além do apoio dos familiares e amigos. Busque sempre orientação médica para passar por essa fase mais tranquilamente e conte com os profissionais do Instituto Accorsi.

OSTEOPOROSE E MENARCA

A vida da mulher é marcada por diversas fases e uma delas é quando surge a menarca – a primeira menstruação. A menarca é uma das últimas fases da puberdade, marcando o início da adolescência, e tende a acontecer entre os 10 e 14 anos de idade. Porém, esse início é variável e depende do histórico das mulheres da família, dos hormônios, hábitos alimentares, etc. A menarca é acompanhada por outros processos fisiológicos, como o aparecimento das mamas, dos pêlos, desenvolvimento do aparelho genital e da ovulação. Também pode ser classificada como:

  • Menarca precoce: quando surge antes dos 8 anos
  • Menarca tardia: quando surge após os 16 anos

A menarca tardia (amenorreia primária) pode ser definida com a ausência da menstruação aos 14 anos e das características secundárias (pêlos axilares e pubianos, desenvolvimento mamário) ou ocorre aos 16 anos. É importante o acompanhamento de um ginecologista para identificar as causas. A menarca tardia é um dos fatores de risco para o desenvolvimento da osteoporose. A osteoporose não causa dor, mas pode resultar em fraturas devido a fragilidade do tecido ósseo. O Ministério da Saúde incentiva os hábitos saudáveis desde a infância para prevenir a doença, de atividades físicas ao consumo de alimentos ricos em cálcio (como derivados do leite, sardinhas, vegetais verde-escuros).

É sempre importante o acompanhamento ginecológico em todas as fases da vida das mulheres. A orientação para as adolescentes é essencial para o entendimento dessa fase e para que tire todas as dúvidas para poder lidar com ela de uma forma mais saudável. O Instituto Accorsi é especializado em medicina da mulher e atua em Catanduva há mais de 20 anos, com muita experiência e atendimento humanizado. 

× Como posso te ajudar?